quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Moldes da beleza artificial


"Toda cultura nutre ideais de beleza que os humanos se esforçam em manter."
(Drª Temperance Brennan; antropóloga forense da série Bones (FOX))

Esse comentário da Drª Brennan foi feito em um dos episódios da série Bones que é transmitida pela FOX. Antropóloga forense do Instituto Jeffersonian em Washington, DC. é requisitada para trabalhar junto ao FBI desvendando crimes a partir dos restos mortais das vitimas que já se encontram em elevado estágio de decomposição.
Entre as várias lições da série, a Drª Brennan considera um atentado ao corpo os processos de cirurgia plástica, ou modelação do corpo humano de acordo com os parâmetros determinados pelo que a sociedade considera bonito. A busca incansável pela beleza física é considerada pela personagem como algo grosseiro contra a integridade das pessoas fazendo com que percam seus verdadeiros "eus" atrás de mascaras e buscando ser pessoas que não são e ficaram sempre dispostas a essa eterna busca.

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

My Lucky Day

Tomara que não chova e que não faça aquele frio romântico que deixa corações amolecidos. Tomara que faça um sol de franzir a testa, onde os olhos ficam escondidos por trás das lentes escuras. Que seja uma festa segura e singela, aonde só vai quem eu quero que vá.

O traje dos melancólicos será barrado na entrada. No meu dia de sorte teremos amigos e amados, sorrisos e abraços, e flores na cabeça; tudo será tão claro nesse dia forte ensolarado, e que a ressaca chegue mais tarde para aninhar corpos cansados. No meu dia de sorte será tudo muito caro e precioso como a vitalidade de uma amizade, teremos música?! Não necessariamente além daquelas alegrias cantaroladas a toa.

O que quero pro meu dia de sorte é uma ansiedade saudável que me faça delirar e ter medo, que me ensine o sentido de estar vivo. No meu dia de sorte, estaremos todos juntos caminhando para o altar da alegria que cada um busca e deseja, se tiver sonhos, que estes sejam realizados.

No meu dia de sorte vou conseguir a vitória sem precisar mentir, sem adular de fome, sem ter cara de piedade. O mérito será minha melhor virtude, e minha virtude será a grandeza de não me dobrar aos pés do soberano fazendo papel de babona.

O que quero para o meu dia de sorte é algo estupidamente livre, e demasiadamente grande que me faça entrar para o hall da história. No meu dia de sorte, algo me fará crescer, encontrarei tudo que me pertence e o que tenho por direito merecer. E que depois que todas as testemunhas chegarem estará livre das falácias, cantando para o vento, dando risada para os raios. Um dia de sorte não deve existir medo, mas a confiança de que ali há o começo de uma história que será ridiculamente eterna. E você? Como será o seu Lucky Day?

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Raça de Cor


"Quando eu nasci, eu era preto
Quando cresci, era preto
Quando pego sol, fico preto
Quando sinto frio, continuo preto
Quando estou assustado, também fico preto
Quando estou doente, preto
E quando eu morrer, continuarei preto!

E você cara branco,
Quando nasce, você é rosa
Quando cresce você é branco
Quando pega sol, você fica vermelho
Quando sente frio, fica roxo

Quando você se assusta, fica amarelo
Quando está doente, fica verde
E quando você morrer, ficará cinzento…”

E você vem me chamar de homem de cor???!!!"

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

"Abrigai-nos docemente dentro em vosso coração"¹


FESTA DE SANT'ANA DE CAICÓ É OFICIALIZADA PATRIMÔNIO CULTURAL DO BRASIL

Protegido pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), a Festa de Sant'Ana de Caicó agora pertence aos bens de lista de Patrimônios Culturais. O Conselho Consultivo do Patrimônio Cultural decidiu os novos bens na sexta-feira (10/12), segundo o presidente do Iphan, Luiz Fernando de Almeida, essa lista de bens protegidos pelo Instituto evidencia a importância de determinado bem na formação social e cultural do país e ada vez mais a diversidade do patrimônio cultural está representada e protegida pelo governo federal.

Festa de Sant'Ana em Caicó – RN
Fé, devoção, tradição e muita alegria. Essas poucas palavras podem expressar os sentimentos que reúnem os devotos da Festa de Sant’Ana do Caicó, no Rio Grande do Norte, que pode se tornar a quarta manifestação cultural a ser inscrita do Livro das Celebrações como Patrimônio Cultural do Brasil. A primeira celebração registrada foi o Círio de Nossa Senhora de Nazaré, em Belém do Pará, em outubro de 2004. A segunda foi a Festa do Divino Espírito Santo de Pirenópolis, em Goiás, em maio de 2010, e a terceira, o Ritual Yaokwa do Povo Indígena Enawene Nawe, do Mato Grosso, em novembro deste ano.

A Festa de Sant’Ana ocorre em Caicó há mais de 260 anos e reúne diversos rituais religiosos, profanos e outras manifestações culturais. A Festa está enraizada na história de Caicó, remontando a formação da sociedade brasileira no período da colonização. Ocorre todos os anos, entre a quinta-feira anterior ao dia 26 de julho, dia de Sant'Ana, até o domingo seguinte. Os dias da Festa incorporam outras manifestações culturais, com destaque para a produção das comidas típicas e a confecção do artesanato sertanejo, como os bordados do Seridó que chegaram à região pelas mulheres dos colonizadores portugueses.

¹Trecho do Hino de Nossa Senhora de Sant'Ana de Caicó

Fonte: DN Online

domingo, 12 de dezembro de 2010

Minha primeira aula de Literatura Gótica

Era ano de 2005, o mês eu nem lembro direito. Estava me interessando na época por essa cultura literaria, e antes das aulas de literatura da Profª Ms. Aline Morais já tinha lido Alvarés de Azevedo, e todas as doenças que aninhavam aquele movimento jovem.
Meus anjos naquela época eram escuros, bem sombrios, carregavam leves rosas vermelhas e espinhos voando com suas asas pálidas de tão limpas. A arquitetura era bem orgivada para espantar os demônios, meus anjos chovaram, cantavam e dormiam. Fingiam que amavam, mas que nada... só fingiam e contavam mentiras.
No meio daquela época de descoberta eu tive uma inspiração. Uma prova de literatura gótica do 2º ano do ensino médio num colégio particular e católico (EST) eu escrevi um trecho que me fez tirar um 10 além de ganhar alguns aplausos. Era mais ou menos assim:

(ano de 2005)

"... faca, fogo, fúria.

Não quero tumba ou túmulo

Ao sono leve da morte embalsamada

Quero o meu sono eterno,

Na rede fina de linhas de prata."

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Escravos

Escravos, escravizados
Se dizem amados meus bons escravos
Escravizam e se rendem aos medos dos escravizados
Falsos amados meus tristes escravos
Julgamento de sentido da lógica errante
Bons e tristes escravos

Sonham com a amizade liberta
Amantes ilusórios da vida escrava
São amantes da atmosfera do linho
Das ilusões sonhadas
Julgada terrível
Sonhadores e amantes iludidos os escravos

Vivendo da incerteza e da tendência
De um dia ser valorizado
Procurar o sentido de valor humano
é o regimento do desejo da vida escrava
Sentimento lúcido dos
Desejados aos valores escravos

No amargo que a manhã traz
Sentir o cheio da tortura e do dissabor
Esperar a luz reinar sobre os demasiados escravos
Viventes do mato e sobreviventes da morte
Pequenos e mínimos considerados escravos

No fim quase nada tem sentido
Quando a vida acaba, nem respirar valeu a pena
A solidão só foi mais amena
nessa passagem terrena
A pobreza que o entristece e a fome que o matava
não dava nem alegria para a noite mal sonhada
dos meus queridos amigos escravos.

Made In Contos de Nise



Eu ganhei uma indicação por fazer um interessante papel na blogosfera. Eu não sei como isso funciona, mas decidi listar também os 12 blogs que eu curto (o que não quer dizer que sempre concorde com eles). Então, seguindo esse fenômeno socialmente construído pelos habitantes da blogosfera que é uma espécie de selagem, faço minha lista dos blogs que considero.

1º - Contos de Nise
Os gostos entre meu blog e esse blog se assemelham em alguns pontos. É algo crítico e fácil de ler.
2º - Bar de Ferreirinha
Esse blog tem muita história para contar. É muito descontraído, inteligente e conta as boas notícias da minha terra natal.
3º - Fazer Chover
Adoro as parábolas desse boy, no fim há ensinamentos absurdo de deixar qualquer um de boca aberta.
4º - Triunfo da Ociosidade
Quase nunca tem arte de artistas famosos, a força do aspirante escritor filosofo, romancista, poeta se sobrepõe a qualquer Fernando de Abreu. (Boy, só mude a cor, esse preto doi na vista).
5º - MMPensar
Inteligente demais, escreve muuuuuuuuito bem. Horas fico sem palavras e encabulada com muita coisa que sai nesse blog.
6º - Anarchy in the UK
Primeiro blogueiro internacional que começou a seguir Pasárgada. Leio sempre que tenho tempo de raciocinar com calma porque o conteúdo desse blog fortemente calculado. Já me inspirei nele até para trabalho da faculdade.
7º - Método Etnográfico
Possui riquissimas informações sobre Antropologia.
8º - Por trás da rosa
Nesse blog tem algo que vem de bem profundo da personalidade humana. As mensagens são fortes para quem busca inspiração constante.
9º - Pequenos Detalhes
Uma descrição não cabe, só visitando esse blog para entender mesmo. Muito bom!
10º - Luiz Assunção
Por esse blog, quase todos os dias eu aprendo algo novo. E me faz aprender mesmo.
11º - AniMalicia
Tem umas viagens engraçadas nesse blog. A equipe desse blog é bastante criativa.
12º - Águas do Pajeú
O blog é muito rico voltado e feito pela obra do poeta Gilmar Leite.

domingo, 5 de dezembro de 2010

Afoxé dos Filhos de Gandhy

Esse é um dos movimentos sociais mais interessantes do Brasil, e que particularmente, merece minha atenção por além da riqueza dos elementos de sua cultura.
Constituído exclusivamente por homens, o bloco de Salvador (BA) é inspirado pelos princípios de amor e paz de Mahatma Gandhi. Além dessa política de conduta indiana e de suas vestimentas que são basicamente uma composição de toalhas e lençóis brancos, os Filhos de Gandhy possui uma tradição religiosa africana ritmada pelo agogô (instrumento musical formado por sinos originado da música yorubá da África Ocidental). Seus cânticos são de ijexá na língua Iorubá.
Com todos esses elementos reunidos, os Filhos de Gandhy se tornou o maior e mais famoso Afoxé da Bahia, ganhando aderência de seus elementos por demais partes do Brasil. Oficialmente o bloco conta com 10.000 integrantes.


A vestimenta e os colares dos Filhos de Gandhy
O título a que se dão as vestes dos Filhos de Gandhy é fantasia. Além dos panos brancos o trage é composto por um turbante e os que participam desse movimento trazem consigo um perfume de alfazema e colares longos de contas azuis e brancas.
Esses colares já são a marca do registro do movimento, sendo reconhecidos como "os colares dos Filhos de Gandhy" compondo um ritual social do bloco. Os colares têm um significado além daquele de simplesmente compor um figurino ou vestir uma fantasia; tradicionalmente os colares são oferecidos aos admiradores simbolizando uma maneira dos Filhos de Gandhy desejarem paz durante o carnaval e o restante do ano.
As cores dos colares é o que se pode chamar de um referencial religioso da paz e do afoxé que enfocam Oxalá - o Orixá maior - que está associado à criação do mundo e da espécie humana, sendo esse considerado e cultuado como o maior e mais respeitado Orixás do panteão africano. As cores dos colares é então uma referência aos modos de apresentação do Oxalá. Isso porque esse Oxirá de apresenta de duas maneiras no Candomblé: o chamado "Moço" (Oxaguiam) que é branco mesclado de azul, e o "Velho" (Oxalufam) de cor branca.
Assim, o branco e o azul intercalados é o fio de contas do Oxalá menino, o Oxaguiam, que correspondem: o branco a Oxalufam, seu pai. O azul provém de Ogum de quem é inseparável; as contas se tornam assim amuletos da sorte. Ogum, na mitologia yoruba, é o senhor dos metais e considerado o primeiro Orixá a descer do Orun (Céu) para Aiye (Terra) após a criação; visando uma futura vida humana.
Cada Filho de Gandhy usa o colar de acordo com a indumentária, da maneira que se achar elegante, não existe quantidade fixa de contas para cada colar, nem quantos colares se deve usar. Durante o carnaval, os Filhos de Gandhy mais jovens costumam trocar colares por beijos na boca, enlaçando as moças durante a festa com seus colares: "Um beijo por um colar" esse é o sentido do ritual entre os jovens Filhos de Gandhy.

Considerações Finais

O bloco possui algumas regras; como é composto apenas por homens, foi determinado que as mulheres pudessem participar assistindo aos desfiles e na confecção das indumentárias e roupas dos filhos de Gandhy, além de levar comida e bebidas aos participantes do desfile durante o cortejo. Bebidas alcoolicas também são proibidas por ser contra os ideais de paz que inspiraram a criação da doutrina do bloco dos Filhos de Gandhy.

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Meus Antropólogos - parte III

"Tudo que um professor pode fazer é ajudar o estudante a compreender e utilizar o método ciêntifico. Não cabe a ele fazer discipulos."
(A. R. Radcliffe-Brown)

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Duas Igrejas incomodam muito mais

Antes de qualquer membro da Igreja fazer suas pregações e determinações sobre moralidade seria melhor olhar para si mesmo e ver se não errou em nada durante se percurso de vida.
Mas uma vez o pensamento super-religioso vem dando exemplo de regressão da mentalidade humana. Já foi com o processo eleitoral quando a Igreja Católica se meteu demais em assuntos que não eram vaticanizados, e agora a Presbiteriana vem infectar a academia. O caso é que em São Paulo, a Universidade Presbiteriana Mackenzie vem sofrendo com esse tipo de manifestação num sentido mais homossexual dos fatos. Hoje (24), ao som de Cazuza, estudantes de uma das mais renomadas universidades brasileiras e membros do movimento LGBT decidiram não ficarem calados quando o assunto é "discurso das autoridades sobre a evolução humana.”
Contrários ao posicionamento da instituição, pediram a demissão do chanceler da universidade, Augustus Nicodemus, por ter reagido pelo "Manifesto Presbiteriano sobre a Lei da Homofobia", texto que é contra a aprovação do PL 122, que criminaliza a homofobia no Brasil recomendando a comunidade acadêmica a pensar a homossexualidade por aquilo que pensa a Igreja Presbiteriana.
No meio desse clima fica até a duvida de até onde somos uma sociedade moderna, que não precisa ser necessariamente aderente aos movimentos, mas que deveria ser no mínimo tolerante com as diferenças. Esses cristãos que se guiam pelos moralismos que a Bíblia desenha simplesmente se viram contra os valores que ocorrem num sentido mais apaziguador do mundo.
Sinceramente, viver sobre os ditames das leis divinas é num entender mais lógico, viver sobre uma mitologia que alguns seres humanos fizeram para manipular o pensamento social. Isso acaba levando a humanidade a evolução nenhuma, dando a sensação de se estar estagnado sobre as leis da inquisição; e isso é ainda mais absurdo quando se lança as propostas medievais de qualquer pensamento religioso para o meio propriamente acadêmico, onde a ciência é quem possui o maior domínio.
Num sentido mais humanamente livre, só consigo compreender o quanto o pensamento preconceituoso das Igrejas (que condenam as atividades gays) por um discurso "moral" nos transgride a não sairmos dos limites do colonialismo, ficando nesse ponto histórico para baixo.